Governo e rebeldes retomam conversas no Congo

ONU diz que há compromisso de ambas as partes para chegar a acordos sobre assuntos-chave

Efe

18 de dezembro de 2008 | 17h47

As negociações entre o governo da República Democrática do Congo (RDC) e o rebelde Congresso Nacional para a Defesa do Povo (CNDP) foram retomadas nesta quinta-feira, 18, em Nairóbi, no Quênia, segundo informou o departamento de Comunicações da ONU, que media o encontro. Embora estivesse previsto que as conversas se reiniciassem ontem problemas meteorológicos impediram que as delegações pudessem voar da RDC para a capital queniana. Por isso, as negociações foram adiadas para hoje.Olusegun Obasanjo, enviado especial da ONU e mediador nos encontros, não esteve presente na reunião de hoje e foi Benjamin Mkapa, ex-presidente tanzaniano e representante da União Africana (UA), quem atuou como mediador.Se sabe poucos detalhes sobre o rumo das conversas de hoje, centradas nos três documentos que emoldurarão a próxima rodada de negociações, presumivelmente, entre os líderes máximos de ambas as facções: o Presidente da RDC, Joseph Kabila, e o líder do CNDP, Laurent Nkunda, ausentes na ocasião. O comunicado da ONU cita "grandes compromissos de ambas as partes para chegar a acordos sobre assuntos-chave", mas ainda não se sabe que tipo de concessões estão sendo trabalhadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Congo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.