Governo egípcio adia ação contra acampamentos pró Morsi

Uma autoridade de segurança do Egito informou que o governo adiou a medida para dispersar dois pontos fixos de protesto pacífico de partidários do presidente deposto do país, Mohammed Morsi, para "evitar um derramamento de sangue".

Agência Estado

12 de agosto de 2013 | 09h02

A fonte disse que a decisão de postergar um avanço contra os acampamentos de protestos de partidários da Irmandade Muçulmana foi tomada depois de o plano para desmantelar esses locais ter sido vazado pela imprensa.

A autoridade falou em condição de anonimato, porque não tem autorização para falar com repórteres.

As forças de segurança haviam planejado formar um cordão de isolamento ao redor desses locais na madrugada desta segunda-feira, segundo funcionários que haviam falado anteriormente à Associated Press.

A ação da polícia teria aberto caminho para confrontos com as milhares de pessoas reunidas em dois acampamentos de apoio a Morsi, derrubado após um golpe militar, em 3 de julho. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOPOLÍTICA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.