Governo envia 28 mil homens a Cauca e indígenas entregam caixa-preta de avião

O governo colombiano anunciou que 28 mil militares começaram ontem a atuar em Cauca - onde indígenas têm se manifestado contra a presença das Farc e das forças do Estado - para combater grupos ilegais, informou a Rádio Caracol. Representantes dos índios pediram ao governo do presidente Juan Manuel Santos (foto) que se retrate das acusações que fez sobre supostos vínculos deles com a guerrilha. As negociações com os indígenas - que ontem entregaram a caixa-preta do avião Super Tucano que caiu na região - devem continuar até sexta-feira. A Força Aérea reiterou que as Farc, que dizem ter derrubado a aeronave, não têm a ver com o incidente. A caixa-preta será analisada no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.