Governo exige que Farc libertem policiais reféns

O vice-presidente da Colômbia, Angelino Garzón, exigiu ontem que as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) libertem dois policiais que foram sequestrados por seus guerrilheiros no Vale do Cauca. "A prática do sequestro não pode continuar, muito menos quando representantes do grupo guerrilheiro Farc estão em diálogos de paz", afirmou. O governo colombiano e integrantes da guerrilha começaram em novembro conversas de paz mediadas por Cuba e Noruega para tentar dar fim à violência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.