Governo exonera três altos funcionários após colisão de trens que matou 43

O governo chinês exonerou ontem três importantes autoridades do setor ferroviário após a colisão, no sábado, de dois trens de alta velocidade que deixou ao menos 43 mortos e 200 feridos. O acidente levantou novas dúvidas sobre a segurança da crescente rede de trens do país. Os três funcionários serão investigados, segundo Pequim. Autoridades locais ainda não sabem quantas pessoas estavam nos trens, que colidiram em uma ponte perto da cidade de Wenzhou, 1.380 quilômetros ao sul de Pequim.

, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.