Governo francês culpa férias por mortes do calor

Um relatório do governo francês culpou a falta de pessoal nos hospitais durante as férias de verão, entraves burocráticos e a falta de cuidado com os idosos pelas mais de 11.400 mortes causadas pela brutal onda de calor que atingiu o país.O relatório francês, encomendado pelo Ministério da Saúde, denunciou ainda a desordem e a falta de comunicação entre autoridades meteorológicas, serviços de emergência e hospitais, e disse que o êxodo ?maciço? de médicos durante as férias de agosto deixou muitos idosos sem ter a quem recorrer.Michel Combier, presidente do sindicato nacional de clínicos gerais, disse que era injusto culpar os médicos por tirarem férias junto com o restante da população. ?O problema não foi que todos saíram de férias, mas que o sistema de alerta foi muito fraco para permitir que os hospitais chamassem o pessoal de volta?, disse Combier.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.