Governo francês discute intervenção no Haiti

O governo da França reuniu uma força-tarefa para enfrentar a situação no Haiti, uma ex-colônia francesa, e debate se deve enviar uma força de paz para intervir no violento levante popular contra o governo. Questões como uma possível participação da ONU ainda têm de ser resolvidas antes que a França decida intervir diretamente ao Caribe, mas o país pode oferecer ajuda e apoio de emergência a partir dos territórios que mantêm na região, disse o chanceler Dominique de Villepin.Ele avisou que o envio de forças de paz é ?muito difícil? quando uma nação está em um surto de violência, mas afirmou ter convocado uma reunião de emergência em seu ministério de um ?grupo de crise? para ?ver quais contribuições podemos fazer imediatamente?.Villepin lembrou que a França tem territórios na área e experiência em educação, saúde e apoio humanitário. ?Temos recursos muito importantes perto do Haiti, com nossos departamentos nas Antilhas e Guiana?, disse. O Ministério da Defesa francês disse ter 4.000 soldados na área em duas bases, Martinica e Guadalupe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.