Governo francês estuda o fechamento de três mesquitas

Desde novembro de 2015, outros 16 centros religiosos do islamismo foram interditados

O Estado de S.Paulo

06 Julho 2017 | 04h51

PARIS - O governo francês está analisando o fechamento de três mesquitas por apologia ao terrorismo, afirmou nesta quinta-feira, 6, o  ministro do Interior, Gérard Collomb. Durante o período de estado de emergência, declarado em novembro de 2015, outras 16 foram fechadas. 

Em entrevista ao canal Cnews, justificou que essas mesquitas têm discursos de incitação a atos terroristas. 

Sobre a crise de imigração no Mediterrâneo, reiterou que sua prioridade é "estabelecer um certo número de acordos com os países de onde vêm essas pessoas" para que aqueles que não tenham direito a asilo voltem. 

Afirmou também que os países europeu vão solicitar ao Alto Comissariado para Refugiados da Organização das Nações Unidas (ACNUR) que instale bases para coordenar a chegada dos imigrantes e "em caso de países seguros, que os envie de volta". 

Em relação aos que se concentram no norte de Paris, disse que a situação será avaliada rapidamente. "Não queremos que haja dois ou três mil pessoas na rua". / AFP

Mais conteúdo sobre:
PARIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.