Governo iraniano prende reformista de partido banido

O governo do Irã deteve Ali Shakouri-rat, um importante reformista pertencente a um partido político proscrito que apoiou o líder opositor Mir Hossein Mousavi durante a eleição presidencial do ano passado, informou hoje a agência de notícias Isna.

AE, Agência Estado

13 de outubro de 2010 | 18h01

Shakouri-rat, líder da Frete de Participação do Irã, foi "detido ontem (terça-feira) à noite por questões de segurança", informou a agência de notícias citando o promotor de Teerã, Abbas Jafari Dolatabadi. Ele é conhecido por suas críticas abertas ao governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad.

Em setembro, o Irã proibiu dois partidos reformistas - A Frente de Participação do Irã e a Organização Mujahedin Revolução Islâmica, por eles terem apoiado Mousavi na eleição presidencial de junho de 2009. Os dois partidos foram acusados de colocar em risco a segurança nacional.

Após a disputada eleição, que deu a Ahmadinejad um segundo mandato, vários membros graduados dos dois partidos foram presos e condenados a longas penas de prisão durante uma ação do governo contra os reformistas, ativistas políticos e jornalistas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
prisãopolíticoiranianoreformista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.