Governo iraquiano inicia contatos com a insurgência

Uma delegação do governo iraquiano começou"uma série de contatos" com representantes de vários gruposinsurgentes e opositores iraquianos em Amã, para convencê-los a seintegrarem ao processo político do país. Segundo fontes diplomáticas, estas conversas, que começaram nodomingo pela tarde na embaixada iraquiana na capital jordaniana, têmtambém o objetivo de persuadir os insurgentes para que se sentem àmesa de negociações com as tropas multinacionais dirigidas pelosEstados Unidos. Embora as fontes não divulguem outros detalhes, o embaixadoriraquiano em Amã, Saad al-Hayani, citado nesta segunda-feira pela imprensa local,assegurou que um grupo de representantes iraquianos havia se reunidocom "líderes iraquianos que encarnavam várias tendências do lequepolítico". "A delegação reúne-se tanto com opositores como com partidários(do governo) para pedir uma participação na conferência de líderespolíticos prevista para 4 de novembro, em Bagdá", acrescentou. Segundo as fontes diplomáticas, o dialogo engloba igualmentedirigentes tribais e antigos membros do partido Baath, que governou opaís durante o regime de Saddam Hussein. As forças da oposição e os rebeldes que não participam doprocesso político iraquiano exigem o estabelecimento de uma agendapara a retirada das tropas americanas do país como requisito préviopara unir-se a dito processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.