Governo israelense aprova entrada de ultradireitista

O Conselho de Ministros de Israelaprovou nesta segunda-feira a entrada no governo do ultradireitista AvigdorLieberman, que desempenhará os cargos de vice-primeiro-ministro e deministro de Ameaças Estratégicas. Lieberman, líder do partido Israel é a Nossa Casa (YisraelBeiteinu), obteve o respaldo quase unânime dos membros do Conselhode Ministros, com a única exceção do de Cultura, Esporte e Ciência,Ophir Pines-Paz, informou a rádio pública israelense. Pines-Paz, um dos poucos trabalhistas que se opunha a participarde um governo com um político racista e ultranacionalista, estudaagora seus próximos passos e pode apresentar sua renúncia naspróximas horas. Lieberman defende a transferência dos árabes de Israel aosterritórios palestinos e recentemente pediu que os deputados árabesque se reuniram com os membros do Hamas sejam executados. Para que a nomeação governamental entre em vigor, o Parlamentodeve aprová-la em uma votação que será realizada ainda nesta segunda-feira e naqual não deve haver qualquer problema para o primeiro-ministro, EhudOlmert. Olmert negociou a entrada de Lieberman e de outros dez deputadosdo partido no Executivo para estabilizar sua coalizão de governodepois do conflito contra o Hezbollah e, em particular, para poderaprovar em dezembro o Orçamento Geral do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.