AP
AP

Governo japonês convocará eleições gerais em 30 de agosto

Dissolução da Câmara Baixa já estaria sendo negociada; partido governista sofreu derrota neste domingo

Hélio Barboza, da Agência Estado,

13 de julho de 2009 | 01h30

O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, e a coalizão de partidos governistas fecharam acordo para fixar a data das eleições gerais em 30 de agosto, informou nesta segunda-feira, 13, a rede de TV NHK.

Citando uma fonte do governista Partido Liberal Democrático (PLD), o jornal financeiro The Nikkei informou também que governo e oposição negociam a dissolução da Câmara Baixa, ou Dieta, em 21 de julho e que uma eleição será realizada em 30 de agosto.

Aso buscava dissolver a Câmara já na próxima terça-feira e realizar as eleições em 8 ou 9 de agosto, mas, diante da forte oposição dos partidos governistas, aparentemente se comprometeu a adiar o pleito para o final do mês que vem, segundo a agência Dow Jones.

A decisão de dissolver a Câmara Baixa foi tomada depois que os partidos de oposição submeterem uma moção de desconfiança contra o Gabinete de Aso e uma moção de censura contra ele. Neste domingo, 12, o PLD sofreu uma esmagadora derrota na eleição da assembleia metropolitana de Tóquio.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.