Governo Kirchner é o mais popular da AL; Lula é o décimo

O presidente argentino, Néstor Kirchner, lidera em janeiro os níveis de aceitação entre os governos latino-americanos, com 73 por cento de aprovação, segundo uma consultoria privada. Desde que Kirchner assumiu o poder, em maio de 2003, a economia argentina cresce 9 por cento ao ano, permitindo uma forte redução dos níveis de pobreza, miséria e desemprego. Depois dele vêm o salvadorenho Antonio Saca (68 por cento de aprovação), segundo a pesquisa da consultoria Mitofsky. O colombiano Álvaro Uribe e o venezuelano Hugo Chávez aparecem empatados na terceira posição, com 65 por cento. Felipe Calderón, cujo mandato no México acaba de começar, está em quinto, com 62 por cento de aprovação, resultado idêntico ao do boliviano Evo Morales. O brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, cujo segundo mandato começou no dia 1o, é apenas o décimo mais popular, com 52 por cento de aprovação, seguido pelo uruguaio Tabaré Vázquez (50 por cento). A chilena Michelle Bachelet, com 46 por cento, está em 13. lugar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.