Governo mata mais 7 após o fim do Ramadã

Forças de segurança sírias abriram fogo contra milhares de manifestantes contrários ao governo ontem. Ao menos sete pessoas morreram - entre elas, um adolescente de 13 anos. Os ataques ocorreram nas Províncias de Deraa e Homs e na capital, Damasco, e seus subúrbios, após as orações que marcaram o início do feriado de três dias do Eid al-Fitr, celebrado logo após o Ramadã. Vídeos amadores postados na internet por ativistas mostram manifestantes pedindo a queda do regime. O presidente Bashar Assad participou das orações em uma mesquita na capital síria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.