Henry Romero / Reuters
Henry Romero / Reuters

México autoriza extradição de Chapo Guzmán aos EUA

Extradição já tinha sida autorizada no começo do mês pela Justiça mexicana e precisava do OK do Ministério de Relações Exteriores

O Estado de S. Paulo

20 Maio 2016 | 15h50

CIDADE DO MÉXICO - O governo do México aprovou nesta sexta-feira, 20, a extradição do narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán, líder do cartel de Sinaloa. O criminoso foi detido no ano passado após fugir de um presídio de segurança máxima. 

A extradição já tinha sida autorizada no começo do mês pela Justiça mexicana e precisava da autorização do Ministério de Relações Exteriores.

O narcotraficante está detido em um centro de detenção em Ciudad Juárez, cidade próxima à fronteira do México com os Estados Unidos, no sábado, um juiz federal se pronunciou a favor de sua extradição para o território americano, revelou ontem um dos advogados do criminoso. 

Dois pedidos de extradição pesam sobre Guzmán, um de uma corte da Califórnia por crime de introdução e distribuição de cocaína, e outro do Texas por homicídio. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.