EFE
EFE

Governo mexicano diz que segurança da prisão onde está 'El Chapo' foi reforçada

Local para onde líder do tráfico de drogas foi levado após ser recapturado é o mesmo de onde ele fugiu há 6 meses 

O Estado de S. Paulo

11 Janeiro 2016 | 09h42

CIDADE DO MÉXICO - A Comissão Nacional de Segurança (CNS) do México afirmou no domingo 10 que as condições da penitenciária Altiplano, onde está o narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán, "cumprem plenamente com os protocolos internacionais".

Após a recaptura do criminoso na sexta-feira e seu retorno à prisão da qual escapou há seis meses, o titular da CNS, Renato Sales, "estabeleceu um rigoroso esquema de supervisão sob seu comando para verificar o cumprimento dos protocolos de acesso de pessoal e visitas".

Além disso, ordenou "a implementação das medidas necessárias para reforçar a segurança dentro do presídio, garantindo que cumpram com os padrões internacionais", informou a instituição em comunicado. Entre as medidas está a atualização da tecnologia para o acesso dos funcionários do presídio, das visitas e dos próprios presos.

Por quatro horas, Sales percorreu as instalações da prisão de segurança máxima com outros funcionários, entre eles o delegado da Polícia Federal, Enrique Galindo. "Hoje, as condições da penitenciária cumprem plenamente com protocolos internacionais", garantiu a Comissão Nacional de Segurança.

"El Chapo" foi capturado na sexta-feira passada na cidade de Los Mochis, no noroeste estado de Sinaloa, seis meses depois de haver fugido de Altiplano, onde estava desde fevereiro de 2014. /EFE

Mais conteúdo sobre:
México El Chapo Sinaloa Joaquín Guzmán

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.