John Moore/Getty Images/AFP
John Moore/Getty Images/AFP

Governo pede ao Pentágono que abrigue 5 mil crianças imigrantes

No ano passado, EUA estudaram instalar 20 mil crianças em bases em meio à política de tolerância zero com relação à imigração

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de março de 2019 | 18h24

WASHINGTON - O governo do presidente Donald Trump pediu ao Departamento de Defesa que encontre instalações militares que tenham condições de abrigar 5 mil crianças imigrantes desacompanhadas caso seja necessário até 30 de setembro, informou nesta quinta-feira um porta-voz do Pentágono, tenente Jamie Davies.

Representantes dos departamentos de Defesa e Segurança e Serviços Humanitários (HHS, nas siglas em inglês) trabalharão em conjuntos para identificar quais instalações são apropriadas e não se descarta a possibilidade de que o Pentágono ceda terrenos para a criação de “acampamentos temporários”. 

Em junho, as Forças Armadas americanas já tinham sido orientadas a se preparar para abrigar até 20 mil crianças imigrantes, à medida que o presidente Trump tentava reverter a política amplamente criticada de separar famílias imigrantes.

Na ocasião, o HHS preparou três bases militares no Texas e estava analisando outra no Arkansas. O órgão pedira ao Pentágono que “determinasse suas capacidades de fornecer até 20 mil camas temporárias para crianças estrangeiras desacompanhadas” em instalações militares.

Trump e seu governo foram fortemente criticados no ano passado por separarem mais de 2.300 crianças de suas famílias para processar seus pais por cruzar a fronteira ilegalmente, como parte da nova política de "tolerância zero" da administração com imigração. / AFP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.