Governo pede e tevês dos EUA se autocensuram

As redes de tevê dos Estados Unidos aceitaram neste domingo promover uma autocensura e não divulgar imagens de soldados norte-americanos mortos ou capturados pelas forças iraquianas como havia pedido o secretário de Defesa, Donald Rumsfeld.As imagens foram mostradas hoje pela tevê iraquiana e retransmitidas pela rede por satélite árabe Al Jazira. As redes norte-americanas se submeteram ao pedido de Rumsfeld, e apenas a CBS chegou a transmitir poucos segundos de um interrogatório de um soldado dos EUA enquanto entrevistava o chefe do Pentágono no estúdio.A CNN decidiu adotar a "política de mostrar apenas fotos, e não as imagens, informou num comunicado.O governo do Iraque divulgou que matou 25 soldados americanos em combates no sul do país, onde também teria feito outros prisioneiros. Em entrevista, o presidente dos Estados Unidos, Geroge Bush, pediu que os direitos estipulados pela Convenção de Genebra aos prisioneiros de guerra sejam respeitados. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.