Governo pede fim de protestos na Cisjordânia

O governo israelense pediu ontem à Autoridade Palestina que acabe com os protestos na Cisjordânia. As manifestações são em solidariedade aos 4,5 mil palestinos detidos por Israel que estão em greve de fome após a morte de um de deles. Segundo comunicado do governo israelense, o primeiro-ministro, Binyamin Netanyahu, ordenou que os impostos palestinos recolhidos por Israel fosse repassados imediatamente, para que a questão não servisse de desculpas para manter os tumultos na Cisjordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.