Governo sai enfraquecido após perder nas urnas maioria na Câmara Alta

O Partido Democrático (PD), que governa o Japão, sofreu uma dura derrota nas urnas ontem, perdendo a maioria no Senado para seu principal opositor, o Partido Liberal Democrático (PLD). A votação, que renovará metade das 121 cadeiras da Câmara Alta, deve elevar o número de congressistas do PLD de atuais 38 para pelo menos 50. As autoridades eleitorais devem divulgar os resultados oficiais ainda hoje, mas já se sabe que o PD obteve menos que 50 cadeiras. Antes, o partido tinha 54 senadores, que, somados aos dois do aliado Novo Partido do Povo (NPP), lhe garantiam a maioria no Legislativo. O aliado também não conseguiu manter suas cadeiras.

, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2010 | 00h00

O PLD governou o Japão por mais de meio século. Mas, em agosto, o rival PD pôs fim a hegemonia dos liberais com uma vitória histórica. As eleições de ontem foram consideradas um teste ao primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, e à sua capacidade de estabelecer um gabinete estável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.