Governo sírio diz que não entregará o poder em Genebra

O ministro de Informação da Síria, Omran al-Zoubi, disse que as autoridades do governo não devem discutir a entrega do poder ou a formação de um governo de transição em negociações de paz previstas para o final deste mês, na Suíça.

AE, Agência Estado

05 de novembro de 2013 | 15h37

As declarações foram feitas horas antes de um enviado da Síria se encontrar com autoridades russas e dos EUA em Genebra para avaliar as perspectivas para a conferência de paz entre o governo do presidente Bashar Assad e uma oposição unida. Os membros do grupo de oposição no exílio, que tem o apoio do Ocidente, insistem que Assad deve ser excluído da futura liderança da Síria para que qualquer negociação ocorra.

Em entrevista à TV estatal da Síria na segunda-feira, al-Zoubi disse que as negociações de Genebra são parte de um processo político, "e não uma transferência de poder ou formação de um órgão de transição". Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
síriapolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.