Governo sobrevive a voto de desconfiança

O governo do premiê da Bulgária, Boiko Borisov, sobreviveu ontem a um voto de desconfiança pedido pela oposição. Por 136 votos a 72, os deputados rejeitaram a moção. Segundo a oposição búlgara, o governo de Borisov é culpado pela lentidão do Judiciário e pelo fracasso no combate ao crime organizado - o atentado contra israelenses em Sófia, na semana passada, seria uma prova da "fraqueza" do atual gabinete.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.