Governo tibetano nega que capital esteja sob lei marcial

Principal autoridade do governo doTibete, Qiangba Pingcuo negou nesta sexta-feira (sábado naChina) que a capital regional Lhasa esteja sob lei marcial. No entanto, ele se recusou a responder sobre se houvetiroteios ou mortes. "Nós vamos lidar com isso de acordo com a lei", disse ele ajornalistas durante uma sessão anual do parlamento. (Reportagem de Lucy Hornby)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.