Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Governo venezuelano prepara plano antigolpe

O governo venezuelano tem pronto um plano "antigolpista" que inclui o eventual fechamento de fronteiras e a suspensão das transmissões de televisão, de acordo com uma reportagem publicada hoje pelo jornal opositor El Universal. "Não acontecerá o mesmo que em 11 de abril", declarou uma fonte do jornal ligada ao alto escalão do governo liderado pelo presidente esquerdista Hugo Chávez, em alusão ao fracassado golpe de Estado realizado há seis meses e que durou apenas 47 horas.A fonte comentou que o suposto plano antigolpe inclui a declaração de um estado de exceção em Caracas, além de uma "resposta cívico-militar".Versões divulgadas pela emissora Globovisión, também de oposição ao governo, dão conta de que teria ocorrido uma mobilização de tanques de guerra durante a madrugada de hoje na base militar de Forte Tiuna, em Caracas, na direção do Palácio de Miraflores, sede do governo venezuelano.O próprio Chávez comentou neste domingo, no início de seu programa "Alô, presidente!", que seu governo "abortou" nas últimas horas um "novo golpe de Estado".O governante comentou ontem que a suposta conspiração foi desbaratada após uma busca da polícia na luxuosa residência de Enrique Tejera París, chanceler venezuelano durante o segundo mandato do social-democrata Carlos Andrés Pérez, rival de Chávez.No entanto, o presidente pede a seus partidários que continuem "em alerta", pois, apesar de o suposto plano golpista ter sido abortado, a ameaça segue latente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.