Grã-Bretanha cria equipe para investigar crimes sexuais em zonas de conflito

Força-tarefa com cientistas, médicos e policias seria enviada de útlima hora a regiões de confrontos militares.

BBC Brasil, BBC

29 Maio 2012 | 08h00

O governo britânico está lançando uma iniciativa para tentar pôr fim ao uso da violência sexual como uma arma em conflitos militares.

O projeto consiste em formar uma força-tarefa composta por médicos, policiais, advogados e cientistas forênsicos e enviá-los a zonas de conflito.

As equipes com estes profissionais seriam enviadas de última hora, para que possam compilar informações que sirvam futuramente como prova de que crimes sexuais foram cometidos.

Autoridades britânicas estimam que durante o conflito na Bósnia-Herzegovinna um total de 50 mil mulheres no país tenham sido estupradas.

O conflito ocorreu há 20 anos, mas até hoje apenas 30 pessoas foram punidas em conexão com esses incidentes. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
grã-bretanha crimes sexuais estupros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.