Grã-Bretanha decide banir dois grupos islâmicos

A Grã-Bretanha decidiu banir nesta segunda-feira dois grupos islâmicos em operação no país, utilizando pela primeira vez uma nova lei contra a glorificação do terrorismo.O secretário de Interior, John Reid, deu entrada no Parlamento com uma ordem para banir os grupos al-Ghurabaa e Saved Sect, ambos suspeitos de dar suporte ao grupo al-Muhajiroo, formado em 1996 por Omar Bakri para promover um Estado islâmico global. O al-Muhajiroo foi oficialmente banido em 2004, e Bakri está proibido de retornar à Grã-Bretanha."Estou determinado a agir contra aqueles que, direta ou indiretamente, dão suporte e glorificam, celebram e exaltam as atrocidades dos grupos terroristas", disse Reid. Anjem Choudary, porta-voz do al-Ghurabaa, repudiou a decisão, dizendo que o governo falhou na busca de um diálogo com os muçulmanos. "A opção mais fácil quando não se tem argumento é banir a voz da oposição", disse o porta-voz. Representantes do outro grupo não foram localizados para comentar a decisão do governo britânico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.