Grã-Bretanha eleva nível de alerta contra terrorismo

A Grã-Bretanha elevou hoje seu nível de alerta terrorista de "substancial" para "severo". Isso significa que um ataque terrorista é considerado altamente provável. O nível de ameaça estava em "substancial", indicando uma forte possibilidade de um ataque, desde julho.

AE-AP, Agencia Estado

22 de janeiro de 2010 | 20h47

Ao fazer o anúncio, o ministro do Interior, Alan Johnson, disse que a elevação do nível de alerta significa que a Grã-Bretanha está aumentando sua vigilância, mas destacou que não há informações de inteligência que indiquem que um ataque é iminente.

"O nível mais alto de alerta é o ''crítico'' e isso significa que um ataque é iminente. Nós não estamos neste nível", disse ele à televisão britânica.

Johnson se recusou a dizer em que informação a mudança foi baseado ou se a medida é relacionada à tentativa frustrada de um jovem nigeriano de explodir um avião no dia de Natal, num voo entre Amsterdã e Detroit.

Johnson disse que a decisão de elevar o nível de alerta foi tomada pelo Centro Conjunto de Análises de Terrorismo. Ele disse que o centro mantém o nível de alerta sob constante revisão e que as decisões são tomadas com base numa série de fatores, incluindo "as intenções e capacidades de grupos terroristas na Grã-Bretanha e nos exterior".

No início desta semana, o país suspendeu seus voos diretos para a capital do Iêmen em resposta à crescente ameaça de militantes ligados à Al-Qaeda.

Tudo o que sabemos sobre:
Grâ-Bretanhaterrorismoalertanível

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.