Grã-Bretanha enviará mais tropas ao Afeganistão

A Grã-Bretanha vai enviar centenas de soldados das suas forças especiais para participar da ofensiva contra o Afeganistão. Indicando que uma longa campanha é esperada, o ministro das Forças Armadas, Adam Ingram, disse ao Parlamento que 200 comandos da Marinha Real ficarão baseados em navios de ataque na região, prontos para operações em terra. Outros 400 comandos ficarão de prontidão em território britânico. Ingram disse que o compromisso de enviar os soldados é uma ?demonstração concreta da resolução de ver a campanha contra o terrorismo internacional chegar ao fim?. Diversos navios de guerra, submarinos e embarcações de suprimento farão parte das ações, além de mais aeronaves, disse Ingram. A Grã-Bretanha é a principal força de apoio aos Estados Unidos na ofensiva. Os comandos são pequenos grupos de soldados treinados para incursões em territórios montanhosos e de difícil acesso. O envio desses militares indica que as forças aliadas esperam que a campanha no Afeganistão para capturar Osama bin Laden e derrubar o regime Taleban se prolongue. Um total de 4.200 oficiais das forças britânicas estarão envolvidos nas operações, a maior parte deles da Marinha Real. Muitos soldados integração as forças britânicas assim que terminarem os exercícios que realizam em Oman. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.