Grã-Bretanha estuda enviar mais tropas para o Iraque

A Grã-Bretanha pode enviar mais tropas para o Iraque no ano que vem, a fim de reforçar a segurança durante as eleições previstas para janeiro, anunciou o secretário da Defesa Geoff Hoon. "Se for necessário colocar tropas extras a fim de oferecer segurança apropriada para as eleições, vamos colocar", disse. "Sempre deixamos claro que vamos ajustar o número e natureza de nossas tropas no Iraque à luz da avaliação dos militares, segundo a situação de segurança em campo", acrescentou. Falando à margem do encontro de ministros da Defesa da União Européia, ele sublinhou a importância de haver eleições na data planejada, apesar dos temores de que a violência no país inviabilize a votação. A Grã-Bretanha tem atualmente 9.000 soldados servindo na coalizão liderada pelos EUA no Iraque, e o número deve cair para 8.500 na próxima rotação de tropas, em novembro. Depois dos EUA, cerca de 120.000, a Grã-Bretanha tem o segundo maior contingente no país árabe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.