Grã-Bretanha mobiliza armas para possível ação contra Iraque

Milhares de soldados britânicos começarão a transferir armas e equipamentos para pontos de concentração, disse hoje o ministério da Defesa. A imprensa britânica sugeriu que a iniciativa pode fazer parte de uma possível ofensiva contra o Iraque. Funcionários do ministério da Defesa disseram que o deslocamento de armas faz parte de manobras militares planejadas há vários meses e negaram as versões da imprensa. A operação Log Viper, que começa neste domingo, inclui 6 mil militares que transferirão armas, equipamentos e abastecimentos para uma base da Real Força Aérea (RAF), em Suffolk, no leste da Inglaterra, e a um porto militar perto de Southampton, no litoral sul. O exercício logístico se prolongará até 12 de outubro. Um porta-voz ministerial também negou uma versão do jornal Daily Telegraph de que grupos avançados do Exército britânico começarão a tomar posições no Kuwait dentro de poucas semanas em preparação a um possível ataque ao Iraque. "Não há nada de verdadeiro" nessa versão, disse o porta-voz, que pediu para não ser identificado. Ian Kemp, chefe de redação do prestigioso semanário de temas militares Jane´s Defense Weekly, disse que, seja qual for a intenção do exercício militar, "envia uma clara mensagem ao governo iraquiano de que a Grã-Bretanha tem este tipo de capacidade militar e pode colocá-la em prática".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.