Grã Bretanha reduzirá tropas no Iraque, diz jornal

Em maio, o governo do Reino Unido planeja reduzir quase pela metade o número de soldados posicionados em Basra, no sul do Iraque, informa neste domingo o jornal News of the World. Atualmente, as tropas britânicas têm 7 mil soldados na região. Segundo a publicação, o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, anunciará a nova estratégia na Câmara dos Comuns daqui a três semanas, após acertar os detalhes com o ministro da Defesa, Des Browne. No pronunciamento, Blair afirmará que pelo menos quatro batalhões que partiriam para o Iraque em maio para substituir outras unidades não embarcarão mais. Assim, o contingente militar britânico no paíspassará a ser de apenas cerca de 4 mil soldados, afirma o jornal. O Reino Unido prevê repassar o controle da segurança em várias províncias do sul do Iraque às autoridades locais nos próximos meses, o que o permitirá uma retirada progressiva. Os soldados britânicos que ficarem, os quais terão como principal tarefa dar cobertura às tropas americanas na rota de transportes do Kuwait, se juntarão à base permanente no aeroporto de Basra. Segundo fontes do governo, a situação na província de Basra chegou a um ponto que permite a retirada das tropas, já que a segurança "não apresenta melhoras, mas também não piora", e é hora de deixar que as autoridades iraquianas assumam mais essaresponsabilidade. Ainda segundo as fontes, o Reino Unido deverá manter tropas no Iraque por pelo menos uma década, mas, "como na Bósnia, será umaguarnição e não uma força de ocupação". Embora a retirada das tropas fosse esperada apenas para novembro, a antecipação da data pode beneficiar o governo de Tony Blair nas eleições de maio, afirma o jornal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.