Grã-Bretanha retira convite a embaixador da Síria para casamento

Ministério diz que presença de diplomata na cerimônia seria 'inaceitável' à luz da repressão violenta a protestos no país

BBC Brasil, BBC

28 de abril de 2011 | 07h15

 

LONDRES - O ministério das Relações Exteriores da Grã-Bretanha retirou nesta quinta-feira, 28, o convite feito ao embaixador da Síria no país para o casamento do príncipe William com Kate Middleton.

 

Veja também:

linkFesta que não é só para inglês ver

linkLista de convidados revelada

linkBritânicos planejam fugir do casamento

video TV Estadão: William, o bom moço da família real

som ESTADÃO ESPN: Saiba detalhes do casamento

video VÍDEO: Conheça a abadia de Westminster

especialINFOGRÁFICO: Veja o trajeto do cortejo real

blog BLOG: Um casamento inusitado

Um porta-voz do ministério afirmou que o chanceler William Hague decidiu que a presença do embaixador sírio, Sami Khiyami, na cerimônia seria "inaceitável", à luz da repressão violenta dos protestos contra o governo que ocorrem na Síria. O ministério afirmou que o Palácio de Buckingham compartilha da opinião.

Centenas de pessoas morreram na Síria desde que os protestos contra o governo do presidente Bashar al-Assad começaram no país, no começo de março.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.