Grã-Bretanha tem primeiro registro de união gay

Dois homossexuais fizeram história hoje ao se transformarem no primeiro casal de pessoas do mesmo sexo a registrar oficialmente a união na Grã-Bretanha. O Cartório de Registro de Parcerias de Londres, que também está aberto a casais heterossexuais, foi inaugurado pelo prefeito Ken Livingstone, que afirmou esperar que, no futuro, abra caminho para que gays possam se unir em casamentos tradicionais.O registro não confere direito legal, mas trata-se do primeiro reconhecimento civil de uma união entre pessoas do mesmo sexo no país. Muitos ativistas dos direitos dos homossexuais consideraram a cerimônia como um grande passo para a Grã-Bretanha, mas lembraram que a nação continua atrasada em relação a outros países europeus, que permitem o casamento total entre gays."É um começo, um tímido começo, mas contribui para levantar a questão", afirmou Ian Burford, que assinou seu nome no registro civil ao lado de seu parceiro Alexander Cannell, durante uma cerimônia que teve apenas cinco minutos de duração.A união dos dois homens foi seguida do registro de Linda Wilkinson e Carol Budd, que estão juntas há 16 anos. As duas selaram a união oficial com um beijo, "em sinal de igualdade e liberdade".Segundo o prefeito Livingson, o registro deverá ajudar casais envolvidos em disputas legais sobre pensões, heranças e direitos de imigração já que oficializa o reconhecimento por parte do governo da união. Mas para que o cartório especial tenha força legal, ele deverá ainda ser endossado pelo Parlamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.