Grã-Bretanha vai extraditar suspeito de explodir metrô de Paris

A Grã-Bretanha concordou em extraditar para a França um suspeito de fazer parte de uma rede de extremistas islâmicos responsável por um atentado a bomba no metrô de Paris em 1995, informou o Ministério da Justiça francesa. Acredita-se que Rachid Ramda, suspeito de ser membro do Grupo Armado Islâmico da Argélia, foi o financiador do grupo terrorista que assumiu a responsabilidade pela explosão de 1995, que deixou 11 mortos e mais de 100 feridos. A nota distribuída pelo Ministério da Justiça da França diz que a decisão do governo britânico em extraditar Ramda indica "o fortalecimento da cooperação entre parceiros europeus no combate contra o terrorismo". Procuradores franceses emitiram três ordens internacionais de prisão para Ramda. A Grã-Bretanha, onde o suspeito foi colocado sob custódia em 1997, havia inicialmente recusado o pedido de extradição. Ramda ainda pode apelar da decisão de extradição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.