Granada mata agente da CIA no Afeganistão

Um agente da CIA morreu e outros dois ficaram feridos durante um acidente em um treinamento no oeste do Afeganistão, disseram funcionários da agência de inteligência americana. O agente, Helge Boes, morreu devido à explosão de uma granada antes da hora prevista, disseram funcionários da CIA em um comunicado divulgado na quinta-feira à noite. O exercício que efetuavam tinha por objetivo colher provas, indicaram os funcionários. Aos 32 anos, Boes tornou-se o segundo agente da CIA a morrer no Afeganistão. O primeiro foi o oficial Johnny Michael Spann, que morreu durante um levante de prisioneiros talebans e da Al-Qaeda em 25 de novembro de 2001. Boes deixa mulher, Cindy, e seus país, Roderich e Monika Boes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.