Grande Conselho de Chefes de Fiji apóia governo golpista

O Grande Conselho de Chefes de Fiji deu seu apoio ao líder golpista Frank Bainimarama, ao nomear Epeli Ganilau, como ministro de Assuntos Fijianos do novo governo, informou nesta quinta-feira a rádio australiana ABC.Ganilau é ex-presidente do conselho e a sua nomeação representa uma mudança total na postura dos Chefes, que até agora não reconheciam o governo de Bainimarama.A Igreja Metodista, majoritária no país, também passou a apoiar Bainimarama. Seu secretário-geral, Ame Tugawe, pediu aos fiéis que rezem pelo novo governo, que viu como "parte do plano de Deus para Fiji".Don McKinnon, secretário-geral da Comunidade Britânica de Nações (Commonwealth), disse que espera que o governo fijiano tenha caráter provisório e permita a restauração da democracia e da Constituição.Em dezembro, o militar deu um golpe de Estado e derrubou o então primeiro-ministro, Laisenia Qarase. Austrália e Nova Zelândia não reconhecem o governo instaurado pelo golpe militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.