Yahya Arhab/Efe
Yahya Arhab/Efe

Grande protesto no Iêmen exige que Saleh seja julgado por acusações de corrupção

Protestos desta terça-feira, 29, ocorrem na capital, Sanaa, e também em Taiz, Áden e outras cidades

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2011 | 09h36

SANAA - Centenas de milhares de iemenitas se manifestam pelo país, exigindo que o presidente Ali Abdullah Saleh seja julgado por acusações de corrupção e por reprimir com violência protestos de oposicionistas. Os grandes protestos desta terça-feira, 29, ocorrem na capital, Sanaa, e também em Taiz, Áden e outras cidades.

Veja também:

linkSaleh assina acordo para transferir poder no Iêmen

especialINFOGRÁFICO: A revolta que abalou o Oriente Médio

Protestos similares ocorrem desde que Saleh retornou ao Iêmen, na noite de sábado, após assinar um acordo para transferir o poder, na Arábia Saudita, na semana passada. Os manifestantes exigem que Saleh não só deixe o poder, mas também seja julgado - pelo acordo, ele ganhou imunidade judicial.

Também nesta terça-feira, uma fonte do setor de segurança disse que pelo menos 25 pessoas foram mortas em confrontos entre xiitas Hawthi e salafistas ultraconservadores na província de Saada, no norte, em uma disputa local. A fonte pediu anonimato.

 

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iêmenpolíticaprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.