Gravação de Bin Laden é autêntica, diz CIA

A Agência Central de Inteligência (CIA) confirmou hoje a autenticidade de uma gravação do líder da rede terrorista Al-Qaeda na qual Bin Laden ameaça promover novos atentados nos EUA. Na gravação o extremista também oferece uma trégua aos americanos."Após uma análise técnica, acreditamos que a voz na gravação é a de Osama bin Laden", indicou um funcionário da CIA, que falou sob a condição anonimato.Apesar das ameaças que a gravação contém, o Departamento de Segurança Nacional indicou que não pretende aumentar o nível de alerta antiterrorista, atualmente em "amarelo" (intermediário).Em sua primeira reação à gravação, transmitida hoje pela rede de televisão por satélite Al-Jazira, a Casa Branca descartou qualquer possível negociação com a Al-Qaeda ou seu líder."Nós não negociamos com terroristas, os tiramos de circulação", disse o porta-voz da Casa Branca, Scott McClellan."Os líderes da Al-Qaeda estão escondidos, mas nós não vamos ceder, continuaremos atacando-os e acabaremos vencendo", assegurou o porta-voz presidencial.De acordo com a gravação transmitida pela Al-Jazira, Bin Laden anunciou ao povo americano que este vai ver em sua "própria casa" as operações terroristas que, segundo ele, "estão em preparação" e que seriam similares às "explosões cometidas nas grandes capitais européias da aliança agressora".Apesar da ameaça, o foragido saudita indicou a possibilidade de não perpetrar os atentados nos EUA, já que disse não haver impedimento em "em promover uma trégua de longo prazo com requisitos justos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.