Grécia deve cumprir compromissos, diz ministro alemão

O ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, aderiu ao coro de políticos de seu país engajados numa prometida ajuda à Grécia, mas advertiu que o governo resultante das eleições deste domingo deverá cumprir o rigoroso programa de austeridade fiscal exigido pelos credores externos de Atenas em troca de resgate financeiro.

RICARDO GOZZI, Agência Estado

17 de junho de 2012 | 16h10

"Nós estamos prontos para ajudar a Grécia, mas a solidariedade não é uma via de mão única. Isto significa que a Grécia deve honrar seus compromissos", declarou Westerwelle em entrevista à emissora de televisão alemã ZDF. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
GréciaAlemanhaeleiçõescrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.