Grécia: esquerda radical rejeita coalizão, diz Samaras

O líder do conservador Nova Democracia, Antonis Samaras, disse que o partido Coalizão de Esquerda Radical (Syriza) bloqueou todos os esforços para a formação de um governo de coalizão durante as conversas hoje com o presidente da Grécia, Karolos Papoulias, que são vistas como o último esforço para evitar novas eleições.

RENAN CARREIRA, Agência Estado

13 Maio 2012 | 09h50

Falando brevemente a jornalistas após o encontro, Samaras afirmou que não conseguia entender a rejeição do Syriza, que recusou até mesmo uma coalizão minoritária formada pelos conservadores e pelo Partido Socialista (Pasok).

"O Syriza não aceita a formação de um governo viável nem tolera um governo que tomará a responsabilidade de renegociar os termos do contrato de empréstimo", disse Samaras. "Sinceramente, não sei aonde o Syriza quer chegar com isso." As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Grécia conservadores esquerda radical

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.