Grécia faz apelo para por fim a divisão da Ilha de Chipre

A ministra de Relações Exteriores da Grécia, Dora Bakoyannis, pediu à Turquia que ponha fim à divisão "inaceitável" da ilha de Chipre e ajude a encontrar uma solução para o problema. Bakoyannis pediu aos líderes turcos que "não encorajem atos de intolerância, mas que se mostrem reservados e calmos para voltar às negociações", entre as comunidades grega e turca. Ontem o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, visitou a República Turca do Norte de Chipre, conhecida somente como Ankara, dizendo que está totalmente confiante que as negociações de paz possam ser retomadas em breve. O Presidente cipriota, Demetris Christofias, e o líder turco, Mehmet Ali Talat, devem se encontrar novamente em 25 de julho para uma revisão final na preparação das negociações antes das conversações finais. Os dois líderes se encontraram em março em uma reunião patrocinada pelas Nações Unidas e concordaram trabalhar juntos para relançar as negociações para a paz, visando pôr fim a 34 anos de partilha da ilha. O Chipre está dividido desde 1974, depois da invasão do Norte pela Turquia, depois de um golpe de Estado de nacionalistas cipriotas gregos, apoiados por Atenas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.