Grécia não terá desconto na sua dívida, diz fonte

Não existe a chance de a Grécia ter um novo desconto (haircut) em sua dívida, disse hoje uma fonte da União Europeia à Market News International. Segundo a fonte, a capacidade grega de presidir a UE no próximo ano conforme determina a rotatividade da presidência do bloco, é um motivo de preocupação para muitos.

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2013 | 08h28

"Haverá um desconto da dívida grega? Nunca. Não haverá - nunca, nunca, nunca. Nunca houve qualquer promessa de um haircut. Houve a promessa de mais ajuda, sob certas condições restritivas", disse a fonte.

A autoridade disse ainda que isso não é necessário e reiterou, com ênfase: "Eles estão recebendo literalmente empréstimos livres de juros. O que mais eles podem querer?", questionou.

Apesar de os credores internacionais ainda estarem no processo de revisar o progresso grego sob o programa de resgate, será surpreendente se o país conseguir sair do programa no próximo ano. A fonte também criticou o Fundo Monetário Internacional (FMI), dizendo que ele está feliz em ver os países europeus darem mais dinheiro à Grécia.

"O FMI está interessado em receber seu dinheiro de volta, e quanto mais a Europa pagar, maior é a chance de eles receberem o dinheiro de volta", afirmou. Fonte: Market News International.

Mais conteúdo sobre:
Gréciacrisedívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.