Grécia não terá dinheiro para pagar FMI em junho, diz ministro do Interior

A Grécia não terá dinheiro para realizar um pagamento em junho ao Fundo Monetário Internacional (FMI), a menos que consiga um acordo com seus credores internacionais, afirmou neste domingo o ministro do Interior do país, Nikos Voutsis. A autoridade disse, em entrevista à emissora privada de TV Mega, que Atenas precisa pagar 1,6 bilhão de euros (US$ 1,76 bilhão) ao FMI entre 5 e 19 de junho, mas pode não conseguir fazê-lo.

Estadão Conteúdo

24 de maio de 2015 | 11h33

"Este dinheiro não será dado", comentou Voutsis. "Ele não existe."

Apesar dos meses de negociação entre o governo de esquerda grego e seus credores - a União Europeia e o FMI - sobre o pacote de ajuda ao país, houve poucos progressos no diálogo. O partido governista Syriza se opõe a mudanças no mercado de trabalho e no sistema previdenciário, exigidas pelos credores.

Um default na dívida grega com o FMI pode gerar uma forte retirada de depósitos dos bancos do país e forçar a imposição de controle de capitais, aprofundando a crise econômica nacional, segundo economistas. As negociações continuam. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciafinançasministrointerior

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.