Grécia nomeia novo gabinete e confirma Rapanos

A Grécia anunciou hoje um novo gabinete com vários tecnocratas, cuja tarefa é implementar o duro programa de austeridade necessário em troca do segundo pacote de resgate internacional. Diversos pesos-pesados do partido conservador Nova Democracia foram indicados para posições-chave.

AE, Agência Estado

21 de junho de 2012 | 11h05

O presidente do Banco Nacional da Grécia, Vasilios Rapanos, foi nomeado ministro das Finanças do país. Rapanos, de 65 anos, é economista por formação e é presidente do Banco Nacional da Grécia, o maior credor do país, desde dezembro de 2009. Ele participou ativamente das conversas em torno da recente reestruturação da dívida grega de 200 bilhões de euros.

Antes de ser nomeado para o Banco Nacional da Grécia, Rapanos foi pesquisador adjunto da Fundação de Pesquisa Econômica e Industrial, um centro de estudos, e, entre 2000 e 2004, foi presidente do Conselho de Assessores Econômicos do Ministério da Economia e das Finanças. Ele vai substituir o ministro interior das Finanças, George Zanias.

Entre outros tecnocratas, Yannis Stournaras, um economista local proeminente e amplamente respeitado, foi nomeado para o Ministério do Desenvolvimento. Dimitris Avramopoulos será o ministro das Relações Exteriores e Panos Panagiotopoulos ficará no Ministério da Defesa. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciagabinete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.