Grécia pode chegar a acordo com credores nos próximos 10 dias, diz porta-voz

Um porta-voz do governo da Grécia afirmou, em entrevista a uma emissora de televisão, que o país pode chegar a um acordo com seus credores dentro de dez dias. A declaração foi dada enquanto lideranças da União Europeia se reúnem em Riga, na Letônia.

Estadão Conteúdo

22 de maio de 2015 | 07h53

"Objetivamente, há problemas com liquidez e com a economia grega", afirmou o porta-voz do governo Gabriel Sakellaridis à emissora Antenna Television nesta sexta-feira. "Então nós acreditamos que, nos próximos dez dias, as condições estarão dadas para que este acordo seja fechado."

O novo governo grego vem lutando há meses para acertar quais reformas fazer, em troca do aval dos credores para garantir o desembolso dos 7,2 bilhões de euros (US$ 8 bilhões) restantes do programa de ajuda do país. A Grécia confia nesse dinheiro para pagar suas dívida e evitar um default.

Para que Atenas consiga o acordo antes de evitar um default em 5 de junho, os ministros das Finanças e representantes da zona do euro e dirigentes do Banco Central Europeu (BCE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) precisam todos se reunir antes e aprovar os detalhes dessa iniciativa.

O presidente da França, François Hollande, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, se reuniram para preparar o encontro dos ministros das Finanças da zona do euro no fim deste mês ou no começo de junho, disse o próprio Hollande em Riga. De acordo com Merkel e Hollande, "um trabalho muito, muito intensivo ainda é necessário" para se chegar a uma solução. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciafinançasacordoporta-voz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.