Grécia quer prorrogar plano de recuperação do país

O novo governo de coalizão da Grécia, que assumiu na quarta-feira, pretende restringir as demissões no setor público e alongar por mais dois anos o plano de recuperação do país, imposto em troca de pacotes de ajuda concedidos pela União Europeia e Fundo Monetário Internacional, segundo um documento oficial divulgado neste sábado.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2012 | 10h37

O documento afirma que uma iniciativa futura para "revisar" o acordo da Grécia com a UE e o FMI incluirá "a extensão do ajuste fiscal em pelo menos dois anos", para 2016. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Gréciarecuperaçãodocumento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.