Grécia se aproxima do fim dos resgates, diz ministro

A Grécia está se aproximando do fim dos pacotes de resgate e em breve poderá se financiar por conta própria, afirmou o ministro de Finanças do país, Gikas Hardouvelis, em uma entrevista publicada neste sábado pelo jornal To Vima. Desde que entrou em recessão, em 2008, a economia do país já encolheu mais de 25%, com a fragilidade econômica exacerbada pelas rígidas medidas de austeridade impostas pelos credores internacionais.

AE, Estadão Conteúdo

20 de setembro de 2014 | 17h13

"O ciclo dos acordos de empréstimos está chegando fim. Só faltam algumas coisas a serem feitas", afirmou Hardouvelis. "Eu posso garantir que, com seu programa financeiro, a Grécia é capaz de atender às suas necessidades", acrescentou, assegurando que o país não precisará de um terceiro pacote de resgate.

Este ano deve marcar o fim da recessão na Grécia, com uma projeção de crescimento de 0,6%. O primeiro-ministro do país, Antonis Samaras, disse este mês que a expansão do PIB deve começar já no terceiro trimestre. "Nós teremos um crescimento de quase 3% em 2015. Nossos parceiros europeus vão nos ajudar a atingir isso, já que é do interesse deles que nos saiamos bem, para poder pagar nossas dívidas", acrescentou o ministro de Finanças.

O governo grego pretende continuar avançando no retorno aos mercados de capital, com uma emissão de um bônus de sete anos no fim deste ano. O país já vendeu uma dívida de cinco anos e um título de três anos em abril e julho, respectivamente, após ficar quatro anos sem conseguir se financiar por conta própria. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Gréciaeconomiaresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.