Thanassis Stavrakis/AP
Thanassis Stavrakis/AP

Gregos estão divididos entre 10 partidos, diz pesquisa

Conservadores lideram pesquisas de intenção de voto; eleições acontecem no dia 6 de maio

AE, Agência Estado

20 de abril de 2012 | 16h17

ATENAS - Os conservadores gregos estão liderando as pesquisas de intenção de voto sobre seus rivais socialistas, indicaram três pesquisas publicadas nesta sexta-feira, 20, em jornais locais, antes das eleições gerais de 6 de maio. As sondagens indicam que o número de partidos no Parlamento passará de cinco para dez e entre os grupos políticos que chegarão ao Congresso está o violento partido de extrema direita Aurora Dourada. Isso sinaliza descontentamento com as medidas de austeridade que o governo de coalizão do primeiro-ministro interino, Lucas Papademos, teve que adotar para receber o segundo pacote de socorro do Banco Central Europeu (BCE), da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Veja mais:

linkEm crise, Grécia corta orçamento de museus

linkCidade grega tenta driblar crise com moeda alternativa ao euro

linkBancos gregos anunciam perdas recordes após troca de bônus

Os partidos mais tradicionais, o socialista Pasok e o Nova Democracia, de centro-direita, que governaram a Grécia durante as últimas quatro décadas, têm sido parceiros turbulentos na coalizão de governo de Papademos, que negociou os enormes acordos de reestruturação da dívida pública grega com os bancos e o segundo pacote de resgate. Essas tarefas foram essenciais para evitar uma moratória total da Grécia.

Uma pesquisa feita para o diário Ethnos, de Atenas, indica que 21,9% dos eleitores pretendem votar no Nova Democracia e 17,8% no Pasok. Isso daria aos dois partidos 155 cadeiras no Parlamento de 300, o que garantiria uma maioria muito estreita. Atualmente, os dois partidos combinados têm 201 cadeiras.

"O apoio popular aos dois partidos é muito baixo, uma vez que foram eles que pagaram o preço pela adoção das duras medidas de austeridade", disse Thomas Gerakis, executivo-chefe do Instituto Marketing Research Communications, que fez a pesquisa. A pesquisa feita para o Ethnos entrevistou 1.001 eleitores entre 17 e 19 de abril. A pesquisa indica que outros partidos de esquerda e extrema esquerda, todos rivais, receberão 29% dos votos, enquanto os partidos de direita receberão outros 17,6% dos votos. A Aurora Dourada receberá 5,2% dos votos. A margem de erro não foi divulgada.

Duas outras pesquisas, publicadas nos diários Ta Nea e Eleftheros, divulgaram resultados parecidos, mas uma das pesquisas deu sete pontos porcentuais de vantagem ao Nova Democracia.

As informações são da Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.