Gregos pedem reformas governamentais e enfrentam polícia

Trabalhadores, estudantes e cidadãos comuns da Grécia enfrentaram a polícia nesta manhã de sábado, em confrontos nas ruas de Tessalônica durante protestos pedindo reformas governamentais. Tessalônica é a segunda maior cidade grega. Os manifestantes jogaram projéteis na polícia, que responderam com gás lacrimogêneo. O confronto ocorreu no principal centro de convenção da cidade, enquanto o primeiro ministro George Papandreou se preparava para falar à nação sobre a economia do país. De acordo com a polícia, mais de 17 mil pessoas participaram das manifestações. As informações são da Dow Jones.

EDUARDO MAGOSSI, Agência Estado

10 Setembro 2011 | 15h36

Mais conteúdo sobre:
Grécia protestos polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.