Gregos que estiveram com ex-espião fazem exames

A Comissão de Energia Atômica da Grécia apresentará nesta segunda os resultados das análises da urina de quatro gregos que, em outubro, se encontraram em um hotel de Londres com o ex-espião russo Alexander Litvinenko, que morreu no último dia 23 de novembro, envenenado por uma substância radioativa.Os resultados médicos serão entregues pelo Instituto de Pesquisa de Energia Atômica Dimokritos, em Atenas, informou neste domingo o diretor da entidade, Andreas Teofilos, à imprensa local.Um alto funcionário do Ministério da Saúde grego confirmou que as quatro pessoas examinadas são dois homens e duas mulheres, que vivem fora de Atenas e se econtraram com Litvinenko no Hotel Millennium, de Londres, por razões de trabalho.Suspeita-se que Litvinenko foi envenenado nesse mesmo hotel no dia 1º de novembro. Os quatro gregos foram submetidos a exames médicos devido à possível contaminação.Mais de dois mil passageiros que, desde outubro, viajaram da Grécia para Londres e vice-versa, em mais de 40 vôos da companhia aérea britânica British Airways, foram aconselhados pela empresa a realizar exames médicos.O aviso foi divulgado depois que resíduos da substância que matou Litvinenko foram encontrados em aeronaves da companhia que fizeram esse itinerário. Teofilos afirmou que o material radioativo se decompõe muito rapidamente e que não representa perigo para a saúde dos passageiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.